Obrigatório para algumas atividades ou optativo. Primeiramente o Lucro Real próprio nome já condiz com que de fato é, realidade da empresa, portanto é um Regime Tributário que requer sabiamente controle e verificação tributária frequentemente. No Lucro Real o cálculo do PIS e COFINS é diferente do Lucro Presumido, pois no Lucro Real a empresa se beneficiará dos créditos gerados pelas compras para revenda, depreciação, aquisição, energia, material intermediário, dentre outras despesas que deverão ser analisadas de acordo com a legislação. O IRPJ e CSLL só será pago se a empresa gerar lucros, sendo que se forem computados prejuízos ela ficará dispensada de pagamento. As alíquotas de PIS é 1,65% e COFINS 7,60 e para CSLL 9% e para IRPJ 15% sobre o lucro líquido. Apesar das alíquotas serem maiores, a tributação do Lucro Real tem a vantagem de aproveitar créditos de impostos para abatimentos dos seus pagamentos e as obrigações acessórias ficam mais especificas. Fica a dica de contratar um bom profissional, pode ser mais oneroso no momento dessa contratação, mas a economia tributária será bem maior que o desembolso para contratação desse profissional.